14 de dezembro de 2016

Ponto final ou uma vírgula?

Fui ao cinema ver " O Vendedor de Sonhos" do psiquiatra, cientista e escritor, Dr. Augusto Cury. O filme é envolvente, realmente provocador de nossas emoções. Amei!

Se você ainda não viu, vá ver... Pare um pouco para refletir sobre as prioridades da vida, sobre as relações sociais e a verdadeira felicidade, o cultivo do perdão e amor (sobre se permitir vivenciar uma segunda chance, se preciso for). O conteúdo penetra a alma.
.
Há pessoas que sepultam pessoas com um ponto. 


Somente através da vírgula existe a oportunidade do recomeço.


Aline

14/12/16

17 de novembro de 2016

O silêncio entre as palavras

Se a palavra tem valor, em determinadas situações o silêncio tem bem mais.


Há comentários, em certos contextos, que não deveriam ser ditos por serem absolutamente dispensáveis, por não terem nada de bom em seu conteúdo. Especulações em determinadas circunstâncias, além de não modificarem a realidade, também nada de positivo acrescentam. Antes de uma fala  vazia ou perniciosa, silenciar é sábia escolha.




Aline
17- 11-16

20 de outubro de 2016

Meu primeiro grande amor

Hoje eu queria estar no lugar onde posso sentir as batidas do teu coração, seu cheiro cheiroso, ouvir seu sorriso de perto...lugar onde nossa relação começou, quando há 26 anos te colocaram em meus braços e te envolvi em um ABRAÇO. Naquele instante, Deus apareceu pra mim através da materialização de sua vida. Numa fração de segundos, entrei em contato com o mais puro e verdadeiro amor.
Tenho orgulho do SER HUMANO que você é, filho, de sua sensibilidade para as artes, seu gosto pela música e leitura, suas habilidades para a escrita e desenho. Adoro quando conversamos sobre a vida, sobre os episódios do dia a dia, quando rimos juntos, quando buscamos soluções para o que não está bom e pode melhorar.


Para este novo ciclo, deixo de presente algo que já faz parte de sua/nossa essência, mas fica o registro através das palavras da escritora Martha Medeiros:
Faça o bem para si. Negue-se a participar de coisas que não acredita ou que simplesmente o aborrecem. Presenteie-se com boa música, bons livros e boas conversas.Não troque sua paz por encenação. Não faca nada que o desagrade só para agradar os outros. Mas seja gentil e educado, isso reforça laços, está incluído no projeto ser amigo de si mesmo.
Que Jesus te abençoe, proteja, ilumine seus passos, pensamentos e atitudes. 
Uma chuva de bençãos em sua vida!!!
Beijos da mãe que te ama muiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiitoooooooooooooooo, mais que demais!!!
Aline
20/10/2016

19 de outubro de 2016

Desassossego

Entretanto, o  passado palpitava naquele trato de ventura, como a raiz parcialmente enferma, escondida no solo, sustentando embora o tronco florido. (Trecho do Livro - Sexo e Destino - Psicografia Chico Xavier)


Por mais que tentemos evitar certos pensamentos e impedir o acesso deles ao coração, tem dias que não tem jeito... Basta a leitura de uma frase, em um livro, pra remexer e instalar o conflito vibratório.

De que forma contornar as pedras e reconstituir o caminho rumo a uma outra direção?
Como inventar notas alegres diante desta inquietude? Ainda não sei...







Aline 
19/10/2016



30 de setembro de 2016

Nada cheio de tudo

Da série, os filhos também curtem escrever...
Semana passada, ele ...
Agora, ela...

Enquanto cá em mim tudo transborda, sinto a necessidade da escrita pulsando em minha mente para expurgar o vazio e paradoxos do passado e presente.
Tento. Ato falho.
Penso. Retalho.
Tudo transborda. 
E some.
E seca.
Consome.






Talvez seja o vazio da conformação de que a vida, tal qual tem me ensinado, buscou sim, reduzir em mim a essência inata. Talvez seja o cansaço de crer e ser, ser e crer. Me foder.Talvez não seja nada. Não é nada. Nada é. 

(Amanda Caldas)


Diante do NADA cheio de TUDO, leio linhas, entrelinhas, sinto o pulsar em cada palavra, até mesmo a que não foi escrita. O cansaço faz parte de toda e qualquer caminhada. A essência, vez por outra, precisa de um tempo para se realinhar, e assim reabastecer a própria energia. Prossiga, sempre em frente...Você é tudo, tudo é...pra mim!!!

Te amo, filhona!!!

Aline
30/09/2016

21 de setembro de 2016

Quem olha pra dentro (e pra fora) desperta!

“And I've been putting out the fire with gasoline”
Cat People (Putting Out Fire) – David Bowie

Há algum tempo atrás, por iniciativa própria, coloquei-me no fundo de uma versão muito particular da Caverna de Platão. Em seus recônditos mais distantes, sentei-me de costas para sua entrada. Em frente a mim só o que via eram as sombras bruxuleantes do mundo lá fora e ao meu redor os ecos ululantes que se rebatiam sobre as superfícies úmidas e rochosas.
Aos poucos a caverna, tal qual passe de mágica, passou a me oferecer pequenas diversões e prazeres. Recebi algumas visitas... Umas fiz partir e outras saíram sozinhas a despeito de meus protestos. E nesse processo, tornei-me enraizado na ignorância e no vazio que o torpor tão eloquentemente oferece.
Nessa noite, na qual escrevo, havia uma fogueira crepitando lá fora e, por um motivo de puro acaso, tive curiosidade e ousadia suficiente para arriscar olhar por sobre o ombro. O que vi? Vi a verdade. Algo que tantos dizem querer, mas em seu âmago acabam por afastá-la com todas as forças. E a verdade queima, tal qual a brasa da fogueira, aquele que se atreve a tocá-la.
Com corpo e alma em carne viva, permito que a dor excruciante acenda em mim a raiva. Permito que a raiva cesse e dê lugar à consternação, e que esta finde e ceda espaço à serenidade.
Não há mais dor. O mundo imprimiu em mim algumas de suas marcas, mas sereno saio e retribuo a ele. Não há mais dor. 

(Lucas Caldas)

Hoje, acordei com este texto acima, de autoria do meu filho, em minha caixa de emails, pedindo para que eu lesse e comentasse o que havia entendido. Isso rendeu uma boa e emocionante conversa entre nós.

A verdade, que muitas vezes nos chega sob forma da intuição (aquela que teimamos em não acreditar), dói. MAS ela tem um propósito muito maior, ela é libertadora. 

Quando adquirimos esta consciência, a dor perde o sentido de existir transformando-se em combustível para seguir em frente com mais aprendizado em nossa bagagem.

Como mãe fico emocionada pela escrita lúcida, pelos sentimentos que representam os meus (em meus contextos), pelos valores imbricados e conclusões. Siga sereno, com foco e em paz, meu filho. Eu te amo!!! A luz habita dentro de você!!! (e de forma intensa)

Aline
21- 09- 2016


13 de setembro de 2016

Letras que falam...

Fragmentos que se tornam composição...

"Quando você fica ao lado de uma pessoa e ela mesmo em silêncio lhe faz bem
Quando você fecha os olhos
e no pensamento está 
fotografado o rosto desse alguém" 

"Ah, quase ninguém vê
Quanto mais o tempo passa
Mais aumenta a graça em te viver" "

quer curtir balada já tem seu parceiro
ou ficar em casa amando o dia inteiro
e dividir comigo o seu brigadeiro"

e no fundo todo mundo espera
Um amor que venha pra somar, pra completar"

"Essa é a última oração pra salvar seu coração
Coração não é tão simples quanto pensa
Nele cabe o que não cabe na despensa
Cabe o meu amor "


Como inventar um adeus se já é amor?"

"Eu ainda estou aqui
Perdida em mil versões irreais de mim
Estou aqui por trás de todo o caos
Em que a vida se fez

"Pensa, explica como é que a gente fica?
Como é que a gente fica?"





Com amor...pra você, especialmente o pensamento de Cora Coralina.

Aline Caldas
13/09/2016